A Cachaçaria

A Destilaria H. Weber

A história da família Weber Haus no Brasil tem início em 1824, ano em que migraram da região de Hunsrück, na Alemanha, para a Região Sul do país. Os Weber se fixaram nas florestas das encostas da Serra Gaúcha, hoje Ivoti, mais precisamente em uma pequena parcela de terra, o Lote 48. Inicialmente, a família, ao adquirir terras no então desconhecido Novo Mundo, começou com o plantio da batata inglesa para a produção de uma bebida chamada ‘schnaps’. Apenas em 1848, com o plantio de cana-de-açúcar e seguindo tradições históricas, tem início a elaboração de cachaça com o objetivo de consumo.
 

O início comercial da Destilaria H. Weber dá-se apenas um século depois do primeiro destilado elaborado. A destilaria foi construída em 1948 e consistia em um engenho movimentado por quatro mulas. Com o tempo, o processo foi se modernizando e o negócio acabou passando de pai para filhos. De geração em geração, a busca pela inovação, qualidade e pureza fizeram com que a família aprimorasse seu know-row e sua destilaria com os mais modernos processos produtivos. Em 2001, entra em operação a marca Weber Haus. A partir de 2004, a empresa inicia a venda fora do mercado regional (de Ivoti, Dois Irmãos e Novo Hamburgo). E já em 2006, conquista sua primeira exportação.
 

Atualmente, a empresa atua nos mercados nacional e internacional. O principal mercado exportador é o norte-americano. Os produtos estão presentes em 17 estados daquele país. So em 2017, a empresa fechou com três novos países: Estônia, Luxemburgo e Áustria. Outros mercados de atuação são a Inglaterra, Alemanha, China, França, Japão, Itália, Noruega, Suécia, Holanda e Dinamarca. Em território nacional, atua em 23 estados, além do Distrito Federal, com destaque para os mercados de São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Bahia, Paraná e Rio Grande do Sul. Além da constante conquista de novos mercados, em 2014 a empresa adquiriu a marca Velho Pescador, uma das mais tradicionais cachaças de alambique do Rio Grande do Sul. A marca foi adquirida pela Destilaria H. Weber junto com os demais rótulos da legendária Fazenda Maribo, de Osório (RS). Entre elas, destacam-se as cachaças 30 Luas e Santa Martha (Prata e Envelhecida em Grapia), esta última produzida pela primeira destilaria e cachaçaria do Sul do País, de 1928, com o mesmo nome.
 

Com uma produção anual de 255.000 litros ano, a destilaria está sempre apostando em bebidas de excelência para conquistar os mercados nacional e internacional. Detentora de 105 premiações ao redor do mundo, a Weber está sempre em busca de novos blends e sua produção é estritamente artesanal.  Conhecidas como cachaças de alambique, elas se diferenciam das indústrias por uma série de fatores, a começar pela matéria-prima 100% orgânica, onde a cana-de-açúcar é cultivada sem agrotóxico. A destilação acontece em alambiques de cobre de 600 litros de capacidade, com a eliminação das chamadas “cabeça e cauda” da bebida, que são, respectivamente, a primeira e a última parte a saírem, com altas concentrações de álcool e que representam 20% do total destilado.
 

Antenada com as questões de sustentabilidade, a H. Weber também adquiriu placas solares para a produção própria de energia. A iniciativa aliada a outras medidas tornam a empresa de Ivoti 100% sustentável. Além das placas solares recém instaladas na sede da cachaçaria, todo o resíduo produzido pelo alambique é aproveitado. A partir do bagaço, é feito um composto usado como adubo na plantação da cana-de-açúcar. Outra parte do composto é utilizada na produção do vapor da caldeira responsável pela destilação da cachaça. Já o caldo de cana não utilizado na produção de cachaças é aproveitado nas folhas da planta, também como adubo. A empresa  também possui certificação orgânica, que abrange toda a nossa propriedade de 22 hectares 


  Responsive Vertical Timeline
1824 - Começa a história da família Weber

1824

Jakob Weber, esposa e filhos partem de Hunsrück,

um lugarejo próximo a Dusseldorf (Alemanha) rumo ao Brasil. Chegam em Ivoti, no chamado Lote 48. O sustento vem com a elaboração do schnapps, um destilado à base de batata inglesa.

1848

José Weber Filho, então da segunda geração,

utiliza o seu conhecimento na elaboração de schnapps para elaborar um destilado feito a partir da cana de açúcar. Uma inovação na época! Pelos próximos cem anos, a família trabalha no refinamento da bebida.

1948

José Weber, avô da geração atual da família,

parte de Ivoti em uma carroça de quatro mulas com um barril de cachaça de 500 litros. Em Novo Hamburgo, a bebida é comercializada pela primeira vez. A cachaça cai no gosto dos consumidores, que pedem o reabastecimento semanal.

1968

Hugo e Eugênia Weber lançam a cachaça Primavera

uma referência à estação do ano preferida dos alemães. O nome, porém, precisava de registro.

2001

Na vidara do Milênio

os filhos de Hugo e Eugênia - Eliana, Mariane, Edete e Evandro - e suas famílias criam a marca Weber Haus, sinônimo do melhor do Brasil em termo de cachaça artesanal. Mudam embalagens, rótulos e nomes dos produtos.

2013

A Weber Haus lança seu produto ícone, a Lote 48

uma cachaça única, envelhecida 12 anos em barris de bálsamo e carvalho francês. A elaboração do blend contou com a participação de alguns dos principais especialistas em cachaça. São apenas 2 mil garrafas elaboradas em escala de raridade.

2016

A Weber Haus já exportou para um total de 16 países

e hoje seus produtos podem ser encontrados nos Estados Unidos - seu principal mercado exportador, Alemanha, Holanda, Dinamarca, Turquia, Canadá, China, França, Japão, Itália, Noruega, Inglaterra e Suécia. Em território nacional, destaque para São Paulo, Rio Grande do Sul e Rio de Janeiro.

A Cachaçaria:

chevron_rightA Destilaria H. Weber chevron_rightFabricação chevron_rightShowroom